Total de visualizações

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

O momento?!

Elas esperavam ansiosamente em volta dela, esperando que eu me interessasse por alguma delas a ponto de levá-la para casa. Foi então que a vi. Ela estava um pouco distante e desde o instante que a vi, ela não dirigiu nem um olhar para mim. Estava com sua amiga, conversando distraidamente e parecendo não perceber o transtorno que eu causava. Instantaneamente ela parou de conversar e olhou diretamente para mim, como se percebesse que eu estava observando-a. Ela era linda. Tinha olhos castanhos escuros profundos, cabelos longos e ondulados num tom de dourado muito bonito, tinha pele pálida, realçando seus longos cabelos. Em questão de segundos, seus olhos pararam de me observar e se voltaram a sua amiga. Continuei ali, imóvel, ainda observando-a e tentando entender o por que dela não ter ficado como as outras... Será que eu tinha deixado de ficar interessante?
 As pessoas ao meu redor se entreolhavam procurando saber o que tinha acontecido... mas mal sabia elas que talvez eu estivesse disposto a a ser fiel à alguém.
 Tentei sair da multidão que era formada em volta, tinha tanta gente que quase não consegui avistá-la novamente. Quanto mais eu tentava sair daquilo, mas pessoas se aglomeravam em minha volta perguntando o que tinha acontecido comigo e o por que de eu estar agindo daquele modo. Não as respondi. Não queria escutá-las, só queria encontrar o que realmente procurava. Até que a avistei. Corri ao seu encontro, segurando seu braço. Ela deu um pulo para trás, levando um susto.Continuei olhando-a intensamente, ignorando a todos em nossa volta. Ela me olhava com medo, e ao mesmo tempo repugnância. Sua boca se abriu e pude ouvir o doce som da sua voz dizendo: - O que você... Sua voz foi parada por meus dedos, não deixando-a falar. Meu coração disparava.. mas não sabia direito o porque. Eu a queria, a desejava como nenhuma outra coisa. Num gesto repentino, a puxei para mim, fazendo-a se encaixar em meus braços. Rapidamente, procurei sua boca, fazendo nossos lábios selarem num beijo quente e apaixonante, fazendo todo o resto ser fútil e insignificante diante daquele momento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário