Total de visualizações

terça-feira, 10 de setembro de 2013

Passado, Presente, Futuro

 Sempre crescemos escutando em qualquer lugar pelo qual percorríamos que aqueles que vivem do passado são considerados museu. Mas será mesmo que em nenhum indivíduo está presente uma peça de museu?! Diante de todas as coisas pelo qual passamos no cotidiano, acabamos por incluir o que já havia decorrido em nosso presente e consequentemente em nosso futuro. Vivenciar o agora é muito mais árduo do que simplesmente pronunciar uma habitual frase, pois desapegar-se do passado é uma escalada diária, onde estamos sujeitos a escorregar, cair e a alcançar mais um pouco o desejado presente. Eis a pergunta, como vivenciar o recente sem interferências do pretérito? Será que há alguma fórmula secreta que necessitamos  procurar para assim poder viver? Sim, existe(se é que esse meio pode ser considerado como uma receita)... existe aquele arcaico modelo que é conhecido pelos demais: a razão.
 Somos seres capazes de tomar decisões a partir do pensamento e de informações colhidas por nossa mente através da observação, aquela que nos ampara a resolver qualquer condição de situação. Indivíduos que buscam a razão pela existência de sua vida a cada passo, buscando métodos para livrar-se do passado, fazendo com que cada vez mais aproxime-se daquilo que realmente importa: o presente. Não ouse pensar que o passado não decorre pelo teu ser, pois foi ele quem de fato o construiu até esse momento, permitindo a experiência adquirida. Não condene-o, pois com esse aprendizado se obtêm a oportunidade de iniciar um presente/futuro satisfatório para si.

Nenhum comentário:

Postar um comentário