Total de visualizações

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Decl(amar)

E eu gostaria muito que as brigas não pudessem magoar como magoam, assim como as palavras... que saem da boca e na medida em que são lançadas atingem seu destino, o peito; mas assim como elas possuem o poder de magoar, elas possuem o poder de cura, e bem... tal poder é muito mais forte que qualquer outro já presenciado. Desculpas não são suficientes para amenizar toda a dor, então como eu disse, resolvi tentar uma abordagem diferente e que consiga cumprir seu real propósito. 
 É incrível a maneira como só de pensar naquele dia eu já começo a lembrar de cada sensação que eu senti durante aquele momento... ah aquele dia, como traz uma sensação calorosa e acolhedora. Confesso, eu estava me divertindo muito beijando o seu pescoço e secretamente te deixando extremamente louco e sem muitas opções porém, essa não foi a maior diversão da madrugada. Em alguns instantes, estávamos brincando de 'verdade ou consequência' ou como eu o apelidei secretamente, de o jogo mágico. Fui desafiada a te beijar e como uma pessoa que cumpre seus desafios, eu fiz. E então, tudo mudou. Quando meus lábios encostaram os seus e minhas mãos pousaram na tua nuca, algo dentro de mim mudou... e ao mesmo tempo eu não conseguia crer no que estava acontecendo. Mesmo não acreditando no que eu estava fazendo, eu não conseguia parar, eu não queria, algo dentro de mim ansiava por mais do teu beijo, do teu toque (secretamente até na minha bunda); e eu só conseguia pensar o quão bom aquilo estava sendo. Mais tarde, eu fiz a pergunta que me consumia: "Você quer continuar com isso?", e tua resposta foi tão surpreende e maravilhosa que eu abri a boca e esbocei um sorriso juntamente à ela: "Olha, eu quero que continue, você quer?" e as palavras voaram da minha boca como se tivessem asas: "Eu quero que continue". Foi então que após você me levar em casa eu me dei conta que não parava de pensar no ocorrido. Os dias foram passando e eu só pensava o quanto queria mais daquilo e um determinado dia, quando você estava aqui e estávamos lutando contra a nossa intimidade (que não é pouca)você abriu a boca e disse as palavras que pareciam vindas de um sonho: "Então você quer namorar comigo?", tais palavras me atingiram no peito e me fizeram experimentar uma sensação extremamente calorosa e incrível... uma sensação que eu sinto toda vez que você está perto de mim. Bê, sempre que estou contigo eu sinto que todos os meus sonhos podem sim serem realizados, é você quem me vem a cabeça quando me perguntam na faculdade porque eu tô dando gargalhadas ou até mesmo com um sorriso e uma cara extremamente boba... o que me faz ter a certeza de que é você, e somente você, é a certeza que me proporciona tudo isso que chamamos de amor.